LEIF ERIKSON - O Afortunado


Leif o afortunado
(Descobridor da América)
(Texto 2)
ou Leif o Afortunado, era também chamado na sua época por todos os seus conhecidos, de O Afamado Viking Dourado. Talvez para compará-lo ao seu pai: Eric, o Vermelho.
Uma das Sagas dos Norse descreve-o como:
“grande, prendendo com correias o companheiro, considerável para olhar, pensativo e temperante em tudo, assim como: altamente respeitado!”
Ganhou o apelido (nickname-alcunha) de afortunado porque em sua viagem do retorno a Greenland , vindo de Vinland, salvou quinze homens náufragos (shipwrecked) de um recife. Foi um aventureiro, marujo (sailor) realizado, um explorador, um colonizer, um gerente de negócio, um emissary real, e um missionário uniforme em sua curta vida. Leif nasceu sobre o anúncio do ano 982, filho de um outro Viking famoso: Erik - O Vermelho.


 Teve dois irmãos, Thorstein e Thorwald, e uma meia-irmã ilegitima chamada Freydis.Não fica absolutamente certo se Leif nasceu em Greenlandia ou na Islândia (e registrado em Greenland quando jovem). Em todo o caso, cresceu na Greenlander, vivendo no ambiente ártico áspero com sua maneira de vida árdua e espartana. Ser bom Homem-do-Mar ( seamanship) era necessidade para os naturais da Groenlandia, e por seus teens atrasados Leif mostrou que era um navegador realizado. Tinha estabelecido uma reputação como um seaman capaz e era um dos primeiros Greenland Vikings a fazer viagens diretas com cargas de comércio de Greenland à Scotland e à Noruega. Estas viagens consideradas feitos excepcionais desde que requereriam sailing algum por 1.800 milhas em uma latitude reta sem nenhuma vista da terra.
Em uma destas viagens Leif tornou-se namorado de uma freira, em Highborn (Hebrides) que teve logo uma criança. Quando ela mencionou o matrimony, Leif, com seu modo de aventureiro Viking, enganou-a com woollens de Greenland e promessas. Acredita-se entretanto, que em viagem posterior retornou ao Hebrides e fêz registro dela como sua esposa e de sua criança como filho, para voltar a Greenland com ele.


No ANÚNCIO de 985, um comerciante nomeado Bjarni Herjolfsson contou sua história de ter perdido o curso e avistando uma terra nova distante a oeste e ao sul de Greenland, prendeu atenção de Eric o vermelho que enviou seu filho Leif para explorar a terra.
Leif em 1001, rumou num navio com um grupo de trinta e cinco, no curso de Bjarni norte, viajando no reverso. A Oeste encontrou o console de Baffin, que nomeou “Helluland”, ao sul costeou toda Labrador, que chamou “Markland”, e aterrou na ponta do norte de Terra Nova, que chamou “Vinland”.Lá construiu uma vila minúscula de casas, e invernou fazendo uma carga da madeira para sua viagem do retorno a Greenland.
Chegando na Groelandia, Leif fez alvoroço e enorme propaganda dizendo que havia descoberto a “Vinland Maravilha”. Disse de suas riquezas e encantos, embelezando provavelmente suas histórias das florestas de árvores grossas e altas que tinha encontrado que forneceria a madeira excelente para suas longships e casas, rios rápidos, se apressando completamente de salmões gordos, e os prados lush, gramíneos que seriam pasto abundante para seus animais domésticos.

Leif “o afortunado” morreu provavelmente em torno do ano 1025, na idade de 45 anos. Sua vida curta foi cheia e bem sucedida. Era talvez “o homem renascimento” da era de Viking. Personificou o espírito de Viking da aventura mas spurned as maneiras selvagens e superstitious de seus forefathers em persegui-lo. Mais importante, chamejou a fuga para mais “sofisticou exploradores” quem o seguiu metade um do millennium mais tarde e o retornou com seus relatórios de “ter descoberto” o mundo novo.
Links:
http://leifreiriksson.blogspot.com.br/
http://brathair.com/revista/numeros/09.01.2009/3_aventura.pdf

4 comentários:

gustavo soares disse...

boa eu sou do pará do time de rugby os vikings rfc gostei muito!

Quadro Negro disse...

Obrigado,

Agradecemos sua visita!

Quadro Negro

Gabriel Di Rocco disse...

Uau cara, genial a matéria, mais vou te dar uma dica, deixa o fundo escuro, para dar para ler normal, e outra, quando fala 1025, é A.C. ou D.C.?
Grato, excelente post!

Gabriel Di Rocco disse...

Uau cara, genial a matéria, mais vou te dar uma dica, deixa o fundo escuro, para dar para ler normal, e outra, quando fala 1025, é A.C. ou D.C.?
Grato, excelente post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tudo numa soh Pagina!
QUADRO NEGRO: A MELHOR PÁGINA INICIAL DA NET
estudeinosaojose.blogspot.com
NAVEGUE FÁCIL E RÁPIDO
(CLIQUE AQUI)

VOCE SABIA...
Harald Bluetooth era um monarca Viking, que no século X unificou a Dinamarca e a Noruega... veja mais